- Quem sou eu?

Chamo-me Claudia Quintans, sou licenciada em Psicologia Clinica na Faculdade de Psicologia e Ciências da educação da Universidade de Coimbra (em 2002). Efectuei também um mestrado de Psicologia Legal na Universidade do Minho (em 2009), cuja tese se intitulou : “Era uma vez a instituição onde eu vivi : narrativas de adultos sobre experiencias de institucionalização”.

 

Trabalhei durante 9 anos em Portugal, com crianças e jovens em risco (em Lares da juventude, em Centros de acolhimento, num Centro Educativo, na CPCJ e em diversos projetos de caracter social), com pessoas sem-abrigo, numa escola secundaria (como psicologa e como formadora), com mulheres gravidas e recém-mamãs (ADAV), numa creche (com crianças com necessidades educativas especiais) e em gabinetes de consultas para crianças e adultos.

 

No trabalho com crianças e jovens com dificuldades, senti a necessidade de aprender outras formas de expressão, e assim efectuei várias formações na área do teatro, arte-terapia, expressão corporal e psico-musica, em Coimbra.

 

Em 2011 decidi vir para a Bélgica, onde vivo e trabalho, em Bruxelas e em Namur.

 

Criei o projeto “ A escola das emoções” em 2012, quando trabalhava numa escola primária em Bruxelas, com o objectivo de ajudar as crianças a aprender a lidar com as emoções, para favorecer o bem-estar emocional e social e prevenir a violência. 

O objetivo da “ A escola das emoções” é desenvolver as competências emocionais e sociais das crianças, dos jovens e dos adultos. Por exemplo : 

    - Como lidar com as emoções : a zanga/raiva, a tristeza, a timidez, a ansiedade, o medo...

    - Como fazer amigos e os manter ;

    - Como lidar (pacificamente) com os conflitos ;

    - Como se proteger face às provocações na escola ou bullying, etc. 

 

Este projeto desenvolve 6 eixos de intervenção :

 

  • Consultas de psicologia individual para crianças e adultos ;

  • Grupos terapêuticos para crianças e adolescentes ;

  • Intervenção em escolas e instituições ;

  • Formação para profissionais (psicólogos, estudantes de psicologia, neuro - psicólogos, educadores, professores...) ;

  • Supervisão a psicólogos ;

  • Consultas online para portugueses que residem no estrangeiro.

 

Desde que estou na Bélgica tenho feito diversas formações ligadas à gestão das emoções, crianças sobre-dotadas, arte-terapia, entre outros. 

Estou a terminar uma formação de 3 anos que se intitula “Libertação da emoção pelo diálogo tonico-emocional”, que integra diferentes ramos da psicologia (sistémica, psicanálise, terapia psico-corporal e psicossomática...) e alia os contributos de varias disciplinas (neuro-psicologia, etnologia, linguistica, psicomotricidade...), aliando, na intervenção psicológica, a expressão do mental, do verbal e do psico-corporal. 

- Consultas em português

Dou consultas de acompanhamento psicológico individual em português em Bruxelas e em Namur. As razões para um acompanhamento psicológico podem ser variadas :  um mal-estar emocional como depressão, raiva, medo, etc., ou mesmo fisico, como cansaço frequente, dores musculares, etc.;  um sentimento de que algo não esta bem na vida da pessoa ou simplesmente vontade de mudar algo. Juntos, terapeuta e paciente, caminham no sentido de perceber as causas do mal-estar e como as transformar em algo de positivo, construtivo, dinâmico na vida da pessoa. 

Desde Janeiro de 2019 dou consultas online para portugueses a residir no estrangeiro.

- Conferencias sobre a gestão das emoções (em escolas, instituições, palestras...)

- Formação para profissionais (na Bélgica e em Paris)

Formação de 3 dias 

“Como lidar com as emoções : a zanga/raiva, o medo, a tristeza e as relações sociais - Intervenção com crianças dos 6 aos 12 anos” 

Descrição

No trabalho no terreno com crianças e jovens somos muitas vezes confrontados com situações em que é necessário ajudá-los a lidar com as emoções - na clinica, na sala de aula, em contexto individual ou em grupo. No entanto, a investigação científica escasseia e, sobretudo, estratégias praticas que permitam uma intervenção estruturada e adaptada às necessidades de cada criança/jovem no seu meio escolar e/ou familiar.  

Esta formação visa, por um lado, proporcionar ferramentas e técnicas práticas para ajudar as crianças a lidar com várias emoções (dos 6 aos 12 anos) num contexto individual e em grupo. Por outro lado, visa desenvolver as competências dos participantes como observação verbal e corporal, técnicas de intervenção psico-corporais, trabalho das suas próprias emoções, entre outras, oferencendo uma grelha de leitura/ reflexão /intervenção para efetuar o acompanhamento da criança - e da sua família - de forma mais eficaz.

As metodologias utilizadas são : exercícios práticos como rolle-play, exercícios psico-corporais, técnicas de relaxamento/concentração, seguidos de uma explicação teórica para cada um dos exercícios e técnicas abordados.

A teoria desta formação baseia-se na terapia da “Libertação da emoção pelo diálogo tonico-emocional” (Dr. Lerminaux, neuro-psiquiatra), que integra a teoria psicanalítica, sistémica, neurologia, trabalho psico-corporal, psico-motricidade e linguistica, aliadas a técnicas do teatro e arte-terapia.

Publico-alvo

Profissionais que trabalham na área da infância e interessados numa intervenção que integre o verbal e o não-verbal, bem como no auto-conhecimento, para melhor compreender e sentir o outro.  

Psicólogos, estudantes de psicologia, psicomotricistas, educadores, professores...

Formação em 4 fins-de-semana

 

  1. Lidar com as emoções - perspectivas teóricas e exercícios práticos. A zanga e raiva (3 dias).

  2. O medo, o stress e a ansiedade (3 dias).

  3. A tristeza e o luto (3 dias).

  4. As relações aos outros (3 dias).  

 

Para mais informações sobre os objectivos e o programa, contactar Claudia Quintans. 

   

logoA escola das emoções.jpg